sexta-feira, 6 de maio de 2011

A Parreira de Kiwi




flor masculina e feminina respectivamente



Segundo o adágio popular, quando o tempo vai passando os casais, entre outros acontecimentos, ou se separam ou vão ficando parecidos em seus comportamentos e expressões. Separação ainda não é o meu caso, então eu e meu Belo estamos ficando parecidos. Antes que um pergunte, o outro já sabe a resposta. Quando falta assunto, quando temos preocupações...quando estamos contentes, às vezes brincamos. Assim no domingo, primeiro de maio, ele olhou para mim e disse:
- Ih?
E eu para rimar respondi:
- Cara de lambari!
Mas bem vi pela expressão que queria dizer algo mais, quando então falou: estou com vontade de dar uma volta, de ir até a casa do Maciel. Gostaria? Mas é pra já! Ainda mais sabendo que a casa era em uma chácara e mais, eu não conhecia o local. Como sempre, em meio aos morros e vales, fiquei deslumbrada com a paisagem e com o aspecto geográfico diversificado e encantador – uma parte da Mata Atlântica em Santa Maria-RS – . Avistei de longe uma ramada. Então pensei: parreiras? Chegando mais e mais perto vi que eram vegetais diferentes: vários pés de kiwi forrados de frutos. Fiquei me perguntando por que ele plantou tantos e tão bem cuidados. Foi então que comecei a me interessar pelo assunto.
A planta deve ser conduzida em suportes, o caule é trepador e longo. As folhas são grandes e caducas. As flores são formadas em número de dois a oito na base das folhas de brotações novas. Para que haja frutificação, temos que plantar variedades que produzem flores femininas (produtoras) e aquelas que produzem flores masculinas (polinizadoras), na proporção de 8:1. Plantas com essa característica de reprodução são denominadas dióicas. A cultura é perene e a planta necessita uma poda anual de produção, no fim do inverno. O solo deve apresentar boa drenagem, fértil, com boa disponibilidade de água durante o desenvolvimento dos frutos e recomenda-se o plantio em regiões com baixa temperatura durante o inverno. Algumas variedades produzem em regiões de clima quente, mas necessita aplicação de produtos químicos para uniformizar a brotação. A propagação pode ser feita por enxertia, enraizamento de estacas e sementes. A produção ocorre 3 a 4 anos após o plantio. A planta é riginária do sul da China. O fruto comestível é chamado quiuí, kiwi ou quivi e possui pequenas sementes pretas. Tem polpa de coloração esverdeada e uma casca castanho-esverdeada a castanho-amarelada, coberta de micropelos que lhe dão um aspecto fibroso e hirsuto. É considerado o fruto comercial com maior quantidade de vitamina C já identificado, além de ser rico em magnésio, potássio e ferro. É uma fruta que apresenta baixo teor de calorias. Cada 100 gramas tem aproximadamente 50 calorias. Possui um sabor levemente azedo de teor cítrico. Pode ser usado ao natural ou combinado em saladas, carnes, sanduíches massas, arroz,molhos,sobremesas como salada de frutas, sorvetes e outros doces.Combina também com creme de leite.
A boa combinação entre as vitaqminas A e E existentes no kiwi pode diminuir o risco de doenças cancerosas e circulatórias, incluindo as coronárias, e melhorar o desempenho do sistema imunológico. A vitamina B6 e a niacina são encontradas em quantidades menores que as outras, porém ainda em quantidades significativas.Alguns dos elementos minerais, como o cálcio,o magnésio o ferro e o potássio, contribuem para equilibrar a tensão arterial e aumentam as defesas do organismo na prevenção das gripes e resfriados. O fruto fornece também quantidades razoáveis de fibras solúveis, que auxiliam a diminuição dos níveis de colesterol.Devido à sua riqueza em clorifila, o kiwi é uma das poucas frutas que mantém a coloração verde quando madura.Os médicos da antigüidade usavam o kiwi como uma espécie de elixir da juventude. Ajuda a combater a anemia, o cansaço físico e mental, a debilidade orgânica, a digestão difícil,a fadiga e fraqueza generalizada.
A composição de 100g. de polpa de fruto é: proteína (1g.), carboidratos (15g.), fibra (1g.), Vit. A (17g.), Vit. C (80-300mg.), ferro (0,4g.), cálcio (26g.), sódio (5,2g.), magnésio (30g.), potássio (280-340g.) e fósforo (20-40g.).


Fontes:
http://www.frutas.radar-rs.com.br/frutas/kiwi/kiwi.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Quiu%C3%AD
http://www.kiwifruta.hpg.ig.com.br/gastronomia.htm
http://www.seagri.ba.gov.br/Kiwi.htm
http://www.suapesquisa.com/frutas/kiwi.htm





Classificação científica

Reino: Plantae

Divisão: Magnoliophyt

Classe: Magnoliopsida

Ordem: Ericales

Família: Actinidiaceae

Género: Actinidia

Espécie:A. deliciosa

Nome binomial

Actinidea deliciosa
Liang & Ferguson, 1984

8 comentários:

  1. Não imaginava que o kiwi fosse uma fonte de tantas vitaminas........medicinal.OBRIGADO

    ResponderExcluir
  2. Que era apetitosa sabia, mas tão saudável assim não...

    ResponderExcluir
  3. Não sabia da diferença pelas flores.Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Eu plantei dois pés, um masculino e outro feminino, dizem que tem que ser dois femininos e um masculino, então não basta um de cada para se reproduzir?
    Não entendo eu pensei que isso do masculino e feminino era por causa da fertilização mas parece que há outra razão que eu ainda não percebi.
    eugénia

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu não conheço outra razão a não ser a fertilização e para isso um por um bastaria.Obrigada pela visita

    ResponderExcluir
  6. Nunca pensei que Kiwi fosse uma trepdeira como parreira.

    ResponderExcluir
  7. eu pensava que pé de kiwi era uma arvore e não imaginava que era parecido com pé de uva.

    ResponderExcluir
  8. eu pensava que pé de kiwi era uma arvora e nem imaginava que se parecia com pé de uva.

    ResponderExcluir